Você sabia que o cloro na água pode ser extremamente prejudicial para a sua saúde? Ele é muito associado com a limpeza, principalmente nas piscinas, e também bastante utilizado pelas estações de tratamento. Entretanto, o problema é que muitas pessoas desconhecem os riscos que essa substância pode trazer quando ingerida pelo organismo.

O gás clorídrico, que é composto de água e cloro, era utilizado como vapor para combater tropas inimigas durante a primeira guerra mundial e, por causa dele, muitas pessoas vieram a óbito na época. Por isso, entender seus malefícios essencial para  prevenir problemas maiores para a saúde.

Pensando nisso, trouxemos informações valiosas para você entender mais sobre os perigos do cloro e como evitá-los. Boa leitura!

Para que serve o cloro?

O cloro é utilizado para tratar a água, eliminando os micro-organismos ali presentes, tornando o líquido mais potável e, portanto, utilizável para o consumo. Ele é usado há mais de 100 anos como produto padrão de limpeza, principalmente pelo seu caráter econômico e com boa eficácia nos resultados apresentados. Apesar de ser muito comum vê-lo nas piscinas, também está presente na água que sai pelas torneiras nas residências.

A adição de cloro é normatizada pelo Governo Federal e é feita nos centros de tratamento e distribuição de água de cada município. O principal problema é que a substância é apenas 75% eficaz na hora de eliminar as bactérias. Por isso, algumas cidades acabam aumentando os níveis desse elemento, o que acaba oferecendo um risco maior para a população local.

Quais os problemas da ingestão de cloro na água?

A ingestão de cloro é muito perigosa devido ao fato dele ser altamente cancerígeno e acumulativo no nosso organismo, podendo causar diversas doenças fatais. A sua interação com a água cria trihalometanos, que, quando ingeridos, podem aumentar o crescimento de radicais livres, danificando e destruindo as células do organismo.

Por exemplo, o ácido clorídrico é um ácido mineral extremamente potente e contém propriedades corrosivas e irritantes. Basta o contato com a pele para ele causar irritação, queimadura, cicatrizes permanentes ou até levar a óbito.

Uma das maiores preocupações do uso do cloro está relacionada com a água quente, especialmente a utilizada nos chuveiros elétricos. Acontece que, durante o banho, ele é transformado em vapor e acaba sendo absorvido pelo corpo mais rapidamente.

Como resolver o problema com o cloro em casa?

Existem algumas medidas caseiras que podem ser utilizadas para resolver os problemas com cloro e tornar a água mais saudável para o consumo. Em regiões onde o líquido não é tratado, é possível misturar duas gotas de água sanitária para cada litro e aguardar meia hora para o consumo.

Já para garantir a pureza da água nas demais regiões, nas quais ela é tratada e pode vir com cloro em abundância, pode ser necessário contar com filtros que são capazes de barrar as substâncias nocivas e fornecer um líquido mais puro.

Além do tradicional filtro para tornar a água mais potável, também existem modelos para chuveiros que reduzem consideravelmente o volume de cloro durante os banhos.

Preocupar-se com o que ingerimos é fundamental para preservar a nossa saúde. Entender os malefícios do cloro na água é muito importante, principalmente por estar em um recurso fundamental para o nosso organismo. Por isso, contar com filtros de qualidade é uma maneira eficaz de garantir a pureza de substâncias no líquido.

Para não perder nenhuma informação sobre o assunto, siga-nos em nossa página no Facebook!

Powered by Rock Convert